terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Existem 3700 Perfis do Facebook em Santa Maria

-Numa ilha com aproximadamente 5000 habitantes, existem 3700 perfis e páginas no Facebook, será que somos uma ilha muito ligada a IT?

Esta informação é fornecida pelo próprio facebook, que promete ligar a nossa página aos 3700 perfis existentes perto de Vila do Porto, se pagarmos a promoção claro. E se o fizéssemos de graça? Que diria o Facebook?

Marienses liguem-se à nossa página do Facebook e vamos mostrar que é possível o desafio.







Empresas terão de divulgar valor dos bens em ‘Stock’ ao Fisco

De acordo com a legislação em vigor a comunicação dos inventários deverá ser efetuada nos seguintes moldes: 

 

1 -As pessoas, singulares ou coletivas, que tenham sede, estabelecimento estável ou domicílio fiscal em território português, que disponham de contabilidade organizada e estejam obrigadas à elaboração de inventário, devem comunicar à AT, até ao dia 31 de janeiro, por transmissão eletrónica de dados, o inventário respeitante ao último dia do exercício anterior, através de ficheiro com características e estrutura a definir por portaria do membro do Governo responsável pela área das finanças. 
2 - Relativamente às pessoas que adotem um período de tributação diferente do ano civil, a comunicação referida no número anterior deve ser efetuada até ao final do 1.º mês seguinte à data do termo desse período. 
3 - Ficam dispensadas da obrigação de comunicação a que se refere o n.º 1 as pessoas aí previstas cujo volume de negócios do exercício anterior ao da referida comunicação não exceda € 100 000.
60 Dias para testar sem compromisso

A Clínica do Computador, procurando minimizar os custos associados à aquisição de novo Software, oferece o módulo de stocks/inventário aos seus clientes.


- Oferta válida de 01.12.2014 até 25.12.2014.
- Oferta válida para o Módulos de SM Stock em aluguer anual.
- Não Inclui atualizações de SM Stocks, no valor de 25€+IVA/ano.
- Oferta válida para clientes e novos clientes.




segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Atualização OranGest 11.8

-Está disponível para download uma nova atualização ao OranGest 11. A versão 11.8.1.1130.

Esta atualização é importante, não só pelas novidades e correções, mas pela preparação para a obrigatoriedade de comunicação do inventário às finanças, já em Janeiro de 2015, referente às existências de stock a 31 de Dezembro de 2014 e pela correção do preenchimento do campo do País na emissão do ficheiro SAFT com clientes criados na versão POS.

O orçamento de estado para 2015 aprovou esta medida e a Magnisoft vai implementar esta funcionalidade na próxima versão. Entretanto criámos já nesta versão 11.8, na ficha de artigos, separador Logística, um campo para classificar o artigo de acordo com a tabela criada pela AT.
Assim sendo, os clientes têm tempo de classificar todos os seus artigos, para que em Janeiro possam enviar correctamente o ficheiro de inventário para as finanças.
Esta tabela tem as seguintes opções:
  • M – Mercadorias
  • P – Matérias-primas, subsidiárias e de consumo
  • A – Produtos acabados e intermédios
  • S – Subprodutos, desperdícios e refugos
  • T – Produtos e trabalhos em curso
E deve ser conjugada na ficha do artigo, com o campo da Classe SAFT.
Os clientes devem confirmar com o respectivo contabilista, sobre que opções devem ser aplicadas a que artigos. 

NOTA: Estão dispensadas de efectuar a comunicação dos inventários, as empresas com um volume de negócios do exercício anterior ao da comunicação não superior a € 100 000,00.
As empresas sem existências e obrigadas por a lei a comunicar o Inventário, declararão no portal e-fatura que não têm existências. Não precisam, portanto, de construir ficheiro vazio. 
Os artigos que na data do inventário não existam em stock (estão esgotados, por ex.) não vão constar do ficheiro enviado à AT. 

Os clientes com contrato de assistência válido, podem recorrer aos nossos serviços para esta atualização.
Os cliente do serviço CLOUD não necessitam de fazer rigorosamente nada, uma vez que é tudo feito por nós de forma automática.




quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Dropbox como ganhar espaço gratuitamente

-Hoje em dia ter os nossos ficheiros sempre disponíveis nos vários dispositivos é cada vez mais necessário, mas isso implica ter alguma capacidade de armazenamento na nuvem.

A Dropbox fornece gratuitamente 2 Gb de espaço para utilizar como quiser, mas isso é manifestamente pouco, então como conseguir mais espaço sem gastar um cêntimo?

Como já mencionámos no artigo "Dropbox aceder aos seus ficheiros em qualquer lugar" uma das formas de obter mais espaço é através de convites aos nossos amigos através do nosso link personalizado e por cada amigo que adira ganhamos 500 Mb, mas quando a nossa lista de contactos é reduzida e ou os nossos amigos já aderiram à Dropbox, temos de usar a imaginação e angariar novos utilizadores através de outros métodos.
Um desses métodos é escrever artigos em blogues, como este, onde partilhamos o nosso link de convite e por cada pessoa que adira aos benefícios da Dropbox recebemos os 500 Mb extra de bónus por essa adesão, com os artigos sobre a Dropbox neste blogue, já consegui 19Gb de espaço para a minha conta Dropbox...faça o mesmo e consiga mais espaço para si de forma totalmente gratuita na sua conta Dropbox.

Pode também partilhar o seu link de convite nas redes sociais e oferecer assim os seus convites a todos quantos ainda não estejam a beneficiar de um serviço de armazenamento de ficheiros. Pode acumular a Dropbox com outros serviços como o Google Drive, o Onedrive, o Skydrive entre outros. Inclusive pode partilhar ficheiros entre vários destes serviços utilizando o google chrome e a extensão attachements.me (Saiba mais)

Inscreva-se gratuitamente e receba de imediato 2 Gb para guardar os seus ficheiros para que os possa utilizar em qualquer dispositivo com acesso à Internet.





quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Ammyy Admin 3 o seu amigo para assistência remota

-Existem imensas soluções de acesso remoto a computadores, muitos deles, os mais conhecidos, para uso profissional são pagos, outros demasiado complicados para o comum dos mortais conseguir utilizar, mas cada vez mais surgem soluções gratuitas de qualidade.



O Ammyy Admin tem versão em português, não carece de instalação e não carece de ligações super rápidas à internet.


Poderá gerir remotamente computadores e servidores da rede sem ajustes complexos às configurações NAT ou problemas com a Firewall, portas de routers e redes complicadas. Dê assistência remota via ambiente de trabalho aos seus colegas e tenha a certeza que todos os dados transmitidos estão seguros. Usar o Ammyy Admin como uma ferramenta para controlo remoto do ambiente de trabalho é a melhor forma de poupar tempo e dinheiro.



Terá um acesso rápido e fácil ao ambiente de trabalho remoto do PC do escritório através da Internet, a partir de qualquer local e em qualquer altura. O acesso remoto ao ambiente de trabalho permite-lhe recolher documentos e arquivos necessários a partir do seu PC de trabalho ou activar software específico instalado no computador do escritório. O Ammyy Admin também é a solução perfeita para permitir aos empregados trabalhar fora do escritório a partir de uma localização remota.



Com o Ammyy Admin é fácil fazer apresentações on-line ou dar aulas virtuais para educação à distância ou apresentações aos seus colaboradores. Poderá fazer a sua apresentação com materiais da aula directamente nos ambientes de trabalho remotos dos participantes na reunião ou dos estudantes da sala de aula virtual, comunicando com eles através do chat por voz em tempo real. 

Dê uma espreitadela e teste sem compromisso esta ferramenta que pode ajudar muito na sua actividade diária. Faça Aqui o Download
Coloque no seu ambiente de trabalho, faça o mesmo nas máquinas remotas e comece a utilizar.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Hostinger Alojamento Gratuito

-Para fazer as suas experiências na criação de blogues sites ou lojas online pode beneficiar de um alojamento gratuito na Hostinger




Lembre-se que o alojamento gratuito não deve nunca ser utilizado para projectos profissionais, por não se responsabilizar nunca pelo conteúdo que alojar nos seus servidores, daí que pode utilizar para demonstração, aulas e testes, mas nunca para fins profissionais, pois pode perder tudo sem nenhum aviso prévio.

Salvaguardado que está o tipo de utilização que pode e deve dar a um alojamento gratuito basta criar o seu registo e começar as suas experiências online. Crie um blogue ou um site, veja como é simples e depois invista num alojamento profissional e compre um domínio próprio para os seus projectos profissionais.

Se precisar de ajuda, envie-nos uma mensagem ou deixe um comentário, podemos disponibilizar esse serviço para si especialmente;  por um preço a combinar mediante as suas necessidades.

A Hostinger dá-lhe um alojamento com as seguintes características:
2000MB de disco
Largura de banda de 100GB (100.000 MB)
Aloje domínios ilimitados
Painel de Controlo de Alojamento baseado em cPanel
Sem anúncios ou banners
Construtor de website de fácil uso
Auto Instalador (Joomla, Wordpress, etc.)
Serviços de E-mail (IMAP/POP3/Webmail)
Suporte a PHP e banco de dados MySQL
Activação de conta momentânea
E com os seguintes recursos:
Consola SSH web
Editor de zona DNS
Paginas de erro personalizadas
Suporte a tarefas cron
Possibilidade de editar registros MX
Gerar backups completos
Gerenciador de bloqueio de IP
Ficheiros protegidos por senha
Nomes de Domínio estacionados
Importação de site e banco de dados
 

 

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Como transformar 500€ em + de 40000€ de vendas + 9000€ existências em 36 meses

-Sim o título é verdadeiro, como transformar 500€ de stock em + de 40.000€ de vendas em 36 meses, é possível, eu consegui tu também consegues.

Como começar um negócio real, com produtos reais, adquirindo 500€ de stock inicial e transformar essa quantia em  + de 40.000€ de vendas e mais + de 9000€ de existências.

Eu comecei com 500€ de stock, vendi mais de 40 mil euros em 3 anos e ainda aumentei as minhas existências de produtos para + de 9000€ de produtos em stock. Não acreditas? Vem confirmar.

Precisas de quem te guie ao longo do caminho? Isto não é um curso, não é uma formação online, isto é a vida real, podes ter tudo que precisas para fazer como eu, receber toda a informação para seguires os passos que eu segui. (Limitado a um pequeno grupo de pessoas, que eu possa acompanhar pessoalmente).

Posso provar-te com documentos oficiais (finanças) que esta afirmação é verdadeira, que foi possível e que qualquer pessoa pode lançar-se num negócio que domine sem gastar rios de dinheiro.

Queres saber mais, contacta-me!

Nada na vida é de graça, isto também não é, mas vale certamente muito mais do que pode custar-te hoje!


segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Geografia deve ser obrigatória em certos empregos

 -A geografia deve ser disciplina obrigatória a todo e qualquer funcionário de serviços de transportes e entregas, os CTT por exemplo, devem ministrar urgentemente geografia aos seus funcionários e só contratar quem passe no teste, talvez se trocassem menos vezes de funcionários, alguns que já sabiam onde ficam os Açores, não cometeriam o mesmo erro duas vezes, mas como trocam de funcionários a cada 6 meses, os novos tem de aprender tudo de novo.

Açores (Conjunto de 9 ilhas no oceano atlântico, cuja língua oficial é o português e são parte integrante do território nacional, apesar de muito poucos saberem isso e onde ficam).

Depois da DHL, fica uma das muitas pérolas dos CTT, uma encomenda proveniente de Beijing, chega a Lisboa dia 18 de Agosto às 11h27, fica até dia 29 de Agosto, provavelmente na alfândega, até aqui tudo normal, daqui para frente é que já não é normal.

No dia 29 de Agosto o objecto entra no MARL em Lisboa às 12h02 e entra no mesmo instante em distribuição, não sei como conseguiram essa proeza de teletransporte, se a morada de destino é na ilha de Santa Maria, nos Açores.

Moral da história hoje estamos a 8 de Setembro 10 dias passados da encomenda estar em "distribuição" e obviamente a encomenda não chegou ao destino, porque anda a passear até alguém ler a morada do destinatário e reencaminhar para o destino.

Mais um serviço impecável e merecedor de uma medalha neste país.

Clique na imagem para ampliar

Distância entre Beijing e Lisboa 9668 Km, saiu de Beijing a 12 de Agosto deu entrada em Lisboa a 18 de Agosto, 6 dias seguidos.

Distância entre Lisboa e Vila do Porto é de 1418 Km, saiu a 29 de Agosto do MARL de Lisboa, já passaram 10 dias seguidos e não chegou ao destino. (Somos um país da UE, mas isto explica muita coisa em relação à nossa capacidade e profissionalismo)




domingo, 7 de setembro de 2014

Setembro Férias Abençoadas

-Tenha o merecido descanso no meio do paraíso atlântico numa casa só para si!




sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Gestão Comercial + POS desde 75€

-As empresas de hoje necessitam saber a cada momento a sua situação, ter dados estatísticos de forma rápida das suas vendas, manter uma base de dados dos seus clientes e sobretudo querem faturar de forma simples rápida e eficiente.

Temos a solução para cada caso, seja um empresário em nome individual, uma PME ou mesmo uma grande corporação, temos o software certo para a sua empresa.

Software certificado pela AT, adaptado às suas necessidades especificas, com provas dadas no mercado nacional.

E se o preço é fundamental para si, a nossa versão base começa nos 75€ + IVA, muito mais barato que a coima por falta de software certificado.


Apresente-nos o seu desafio, temos a solução certa para o seu negócio.








quinta-feira, 4 de setembro de 2014

DHL transporte internacional, Não Obrigado!

-Viver nos Açores tem alguns amargos de boca, já há alguns anos que estou ligado ao comércio e por isso sujeito a todo tipo de taxas e custos de transporte para fazer chegar as mercadorias ao destino Açores. Mas a minha primeira experiência com a DHL para transporte fora da União Europeia é no mínimo anedótica.

Fiz recentemente uma encomenda de material no valor de noventa a tal euros proveniente de um país asiático e uma das modalidades de transporte mais rápido disponíveis era a DHL. Em qualquer outra situação declinaria devido ao preço, mas neste caso, o custo anunciado era tão irrisório quanto um correio normal e optei pela DHL.

Na nota de encomenda menciona textualmente em inglês a morada de entrega como sendo a minha morada particular, morada essa constante do paypal, método utilizado para pagamento da encomenda, por ser um método seguro. Até aqui tudo certo, encomendado a 29 de Agosto, hoje 4 de Setembro recebo um telefonema por parte da DHL em Lisboa a informar que a encomenda se encontrava para despacho alfandegário em Lisboa. Por esse motivo, podia optar por pagar cerca de 33€ para a própria DHL tratar dos trâmites junto da alfândega ou 43€ para a encomenda ser reencaminhada para a alfândega de Ponta Delgada, onde eu podia proceder ao pagamento dos direitos alfandegários e levantá-la.

Ora isto não me caiu nada bem, eu contratei um serviço de transporte até à minha morada, e como em inúmeras outras ocasiões de outros serviços postais como o Royal Mail e o Sweden Post, as encomendas são encaminhadas até Ponta Delgada, onde é procedido à verificação das notas de encomenda e comprovativos de pagamento e são liberadas as mercadorias directamente para mim, sem mais nenhum custo de serviço associado, além claro de havendo lugar a pagamento de direitos alfandegários e o IVA, o IVA nos Açores, destino da mercadoria é de 18% e não 23% como em Lisboa, logo 5% de diferença imediata no custo final.

Dado que não havia outra forma de resolver, sujeitei-me a pagar mais 39,66€ porque me faziam falta os artigos constantes da encomenda, foram 33,21€ pela intervenção da DHL junto da alfândega de Lisboa, e 6,45€ da diferença da taxa de IVA de 18% para 23%, isto porque a DHL não cumpriu o contrato de entrega na alfândega de Ponta Delgada, destino final da mercadoria, onde eu podia levantar sem este custo adicional dos 39,66€. E só não pago frete Lisboa Açores, porque fiz ver que se a DHL não tem entregue onde devia, estava a fazer-me perder dinheiro e a negar-me o meu direito expresso no documento de compra de levantar a minha encomenda na minha área de residência. A DHL cobra-me um serviço que eu não precisaria se eles fossem honestos e fizessem as coisas como legalmente deviam; no valor de um terço do total da mercadoria, mais que a alfândega cobrou de direitos e de IVA mesmo a 23%, INTOLERÁVEL e ESCANDALOSO!

Ora isto vai-se reflectir no preço final da mercadoria negativamente, além de ter riscado do mapa dos transportes internacionais a DHL. Alerto-vos que devem ter muito cuidado com quem transporta as vossas mercadorias, não recorrendo a este cartel sem escrúpulos e com um protocolo de procedimentos inadequado à realidade geográfica e fiscal de portugal e que vai prejudicar os residentes nas ilhas. 

Recomendo sempre que disponível nas vossas compras online internacionais, o Royal Mail, o Sweden Post, o Dutch Post e o Singapore para encomendas para os Açores, são mesmo entregues na alfândega dos Açores e reencaminhado para as nossas casas sem custos adicionais ou protocolos desadequados à nossa realidade insular.

As compras internacionais estão sujeitas a pagamento de direitos aduaneiros e IVA, sobre o valor da mercadoria e do transporte, mas o que não é "normal" é haver lugar ao pagamento de taxas ocultas ao operador de transporte, quando este tem o dever moral de entregar na morada, para a qual foi contratado o serviço e não desalfandegar onde mais jeito lhes dá, obrigando o cliente a um pagamento extra por conveniência da empresa DHL e não do cliente que contratou o serviço até à sua moradia.





sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Gescom 8.7 - Fim do suporte

-Ao longo dos últimos 3 anos, ajudámos gratuitamente dentro das nossas possibilidades, muitos utilizadores do software gratuito da Inforlíder o Gescom Enterprise Express, mais de 3 centenas e meia de utilizadores, desde a versão 8.6 nos contactaram através dos comentários aos artigos, do nosso email, por telemóvel e até no nosso local de trabalho, a todos tentámos dar o pouco que tínhamos, para facilitar a sua vida com este software.

Mas agora lamentamos informar que relativamente ao GESCOM, não vamos mais dar qualquer tipo de apoio, a partir de hoje devido às práticas que consideramos mafiosas da Inforlíder.

O software é anunciado como gratuito, no entanto neste momento ninguém o consegue licenciar sem pagar 49,20€ pelo apoio à instalação e licenciamento. Muitos dos últimos contactos (+ de 23) eram sobre este assunto, investigámos, fazendo passar por um utilizador novo, tentámos instalar a partir de várias plataformas windows e conseguimos, já quanto a licenciar, em nenhum foi possível, após algumas diligências constatámos que se tratava de uma forma encapotada de "vender" um serviço, para uma coisa que se anuncia com pompa e circunstância como gratuita.

Reconhecemos o direito da empresa à cobrar pelos seus serviços, não admitimos que se venda gato por lebre. Todos precisamos de viver do nosso trabalho, por isso deviam vender a licença como toda a gente faz, claramente com um preço de venda fixo e visível a todos, teriam certamente mais clientes e estavam a actuar com transparência.

Lamentamos que perante isto não possamos estar associados a este tipo prática, cancelando imediatamente toda a ajuda que vínhamos prestando. 

Se precisar de software certificado pode contactar-nos e teremos muito gosto em apresentar alternativas para o seu caso.



terça-feira, 19 de agosto de 2014

TICKETBIS – Compra e Venda de Bilhetes Online

-A Ticketbis nasceu no decorrer de 2009 em Espanha, é uma empresa especializada na compra e venda de bilhetes online com um conceito diferente e simplificado.


O serviço prestado por esta empresa é muito completo, porque dá a opção a qualquer pessoa para vender o seu próprio bilhete no site.


Numa área de elevada concorrência, a Ticketbis não parou de expandir a sua atividade e  já está presente em 30 países dos 5 continentes:

Alemanha, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, Chile, China, Colômbia, Coreia do Sul, Espanha,
Estados Unidos, França, Hong Kong – Região Administrativa Especial da China, Irlanda, Itália,
Japão, México, Nova Zelândia, Peru, Portugal, Reino Unido, Rússia, Singapura, Suécia, Suíça, Taiwan, Turquia, Uruguai, Venezuela, África do Sul, Índia. 


A vantagem que diferencia a Ticketbis  de outras empresas de venda de bilhetes online, é a simplicidade do site que permite a qualquer pessoa com a mínima competência online consiga pesquisar um espetáculo que esteja interessado. A compra do bilhete é também muito fácil e sem complicações.

Com alguns cliques, selecionamos o número de bilhetes que pretendemos, a zona onde queremos assistir e até podemos doar 0,75€ aos projetos da World Vision.


Ao selecionar a opção de efetuar donativo à World Vision a ticketbis vai doar igual valor, sendo posteriormente entregue à World Vision não 0,75€ que você deu, mas 1,5€, o dobro do seu donativo. 


Ticketbis garante a entrega dos bilhetes adquiridos antes do concerto ou evento com total segurança.

Caso o concerto seja cancelado é reembolsado em 100% do valor que pagou pelos seus bilhetes.


Estes pontos diferenciam a Ticketbis doutras empresas similares presentes no mercado Português. 


Se adquirir um bilhete através da ticketbis e acabar por não poder utilizá-los, pode também revendê-lo diretamente no site.

Após definir o preço de venda do seu bilhete, a Ticketbis aplica 12% de comissão de venda. Existem utilizadores inteligentes que compram bilhetes para eventos populares e após estes esgotarem no mercado vendem-no mais caros (obtendo assim um rendimento extra).

Encontra na Ticketbis bilhetes para concertos, desporto, eventos, teatro, circo, etc…

Poderá pesquisar por cidade, artista, grupo ou evento. A pesquisa poderá ser também internacional (caso esteja interessado em ver o que irá acontecer, por exemplo, em qualquer cidade ou país nas próximas semanas).

Em forma de resumo podemos afirmar com toda a certeza que a Ticketbis é um serviço de excelência que deve consultar sempre para a aquisição dos seus bilhetes online para os seus eventos favoritos, para si e para os seus amigos e familiares ou mesmo para ganhar dinheiro revendendo os bilhetes que compre.


Bilhetes para o concerto de John Legend em Lisboa desde 49,70€
http://www.ticketbis.com.pt/bilhetes-john-legend-lisboa/ev56602


quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Dropshiping o que é?

-Dropshiping é a forma de comércio mais em voga hoje em dia, trata-se de vender um artigo sem fazer stock do mesmo, no fundo trata-se de pegar num artigo de um fornecedor que faça entregas directamente ao cliente final, promover a venda e ganhar uma comissão.

Até as grandes cadeias de distribuição praticam e incentivam o dropshiping.

Um exemplo simples:
-Na loja do meu fornecedor está um medidor de tensão a um preço de 35€ com portes.
Eu anuncio esse mesmo produto no Coisas por exemplo por 39,41€ com portes incluídos, tendo assim um lucro de 4,41€ nesta venda caso se realize.
Ao comprar este item por 39,41€, o meu cliente efectua o pagamento a mim, encomendo e pago o item ao meu fornecedor por 35€ que envia directo ao meu cliente. Fico com um lucro para mim de cerca de 4,41€.

Agora você diz-me, mas isso é muito pouco; verdade, mas se vender 10 unidades já serão 40€, que nos dias de hoje é muito bom. Dá muito trabalho a encontrar os artigos certos (que não vão dar problemas de garantias), publicá-los, receber encomendas, reencaminhá-las ao fornecedor, mas nada se consegue sem esforço.

Antes que faça a tal pergunta; É isso legal?
Sim é totalmente legal, desde que esteja inscrito nas finanças no regime simplificado, envie fatura de venda ao seu cliente, pague a sua segurança social e declare o seu IRS no fim do ano.

Vale a pena o esforço?
A resposta a essa pergunta é simples, 100% de nada, continua a ser nada, logo quem não pode investir numa loja física, pagar renda, empregados, stock inicial, burocracia, etc., pode assim de forma legítima, ganhar o seu dia de trabalho honestamente.

A ter em conta:

  • Escolher fornecedores credíveis e com boa reputação
  • Informar claramente o tempo de entrega da mercadoria sem dourar a pílula
  • Escolher artigos de baixo valor e boa procura.
  • Escolher artigos que não se possam estragar facilmente para evitar ter de accionar as garantias dos mesmos.
  • Ser totalmente honesto e transparente com os seus clientes
  • Não praticar dumping (Perder dinheiro nalguns items para atrair clientes) o mais certo é que vá à falência antes de fidelizar um cliente.
  • Manter registo de todas as compras, despesas e vendas para determinar se está tendo lucro.






Comprar e Vender no Coisas

-O site de vendas eleilões português Coisas, funciona como o Ebay, o cliente escolhe o item que pretende, entre as várias ofertas disponíveis. 

Qualquer pessoa pode vender no Coisas, bastando para tal registar-se, anunciar os artigos que pretende vender nas respectiva categoria e aguardar pelas encomendas dos clientes.

O Coisas, tem um sistema de protecção do cliente, que pague com paypal, tal como no Ebay.

O feedback atribuído pelos compradores ao serviço prestado pelos vendedores, faz com que o ranking desse vendedor seja estabelecido dando assim maior confiança aos compradores. Vendedores desonestos, são banidos sempre que tentam aplicar qualquer tipo de golpe, mas os clientes também são votados pelos vendedores e clientes com feedback negativo, também pode ser banido por práticas irregulares ou má fé.

Em resumo o Coisas, é uma plataforma portuguesa segura, onde vendedores e compradores podem fazer bons negócios, de forma honesta e confiável, sem receio de esquemas, golpes e falcatruas.

Como comprar no Coisas?
Basta registar-se gratuitamente, escolher os items que lhe interessam, pagar, aguardar a entrega dos mesmos e atribuir um feedback ao vendedor.

Como vender no Coisas?
Registe-se, carregue a sua conta com 15€, crie os seus artigos para venda, publicite o link respectivo nas redes sociais para aumentar as suas hipóteses de venda e bons negócios. Pode inclusive pagar para ter um anuncio destacado ou para abrir a sua loja online no Coisas. Vender em leilão é também uma das funcionalidades do Coisas, podendo receber ofertas nos seus artigos por parte de potenciais interessados.

Como se ganha dinheiro no Coisas?
Vendendo o que não lhe faz falta, ou através do dropshiping, em que vende um artigo antes de o comprar, ou seja, informa o cliente que o tempo de entrega é o indicado pelo seu fornecedor e vende com lucro, quando alguém lhe compra esse artigo, você encomenda-o para o seu cliente directamente, sendo entregue numa embalagem sem menção ao seu fornecedor, permitindo a você margens de lucro de 5 %a 15% ou mais, sem empate de capital, dores de cabeça com expedições e garantias, basta que escolha apenas artigos de preço inferior a 50€, para evitar problemas alfandegários (taxas) e aposte na qualidade dos produtos que apresenta para evitar ter de accionar garantias.

Finalmente, o Coisas, recebe diariamente milhares de visitas, aumentando as suas possibilidades de venda exponencialmente.

Se ainda tem dúvidas, deixe um comentário com as suas questões. Bons negócios na hora certa!






Pesquisar no blog e na WEB

Artigos em foco

santamariaazores.net

Online