quinta-feira, 26 de maio de 2016

CTT Expresso para ilhas - Alerta Vermelho

-A empresa CTT, anda a brincar literalmente com quem vive nas ilhas dos Açores, encomendas via CTT Expresso, expedidas de barco e entregues como correio normal. Empresários e clientes das ilhas ficam à beira de um ataque de nervos quando as suas encomendas para as quais pagaram portes a peso de ouro, não chegam dentro dos tempos aceitáveis para o serviço contratado.

Exemplo 1: Desculpa [Peso >5Kg], na realidade são 2 volumes com 11,5 total, que pagou 40€ CTT Expresso, mas devido a uma circular dos CTT com este peso acima de 5 Kg, é expedida de barco do continente para as ilhas.
Questiono: É normal uma empresa aceitar um pagamento por um serviço expresso, num caso destes sabendo de antemão que não vai prestar esse serviço? Não devia recusar todas as encomendas com mais de 5 Kg no serviço CTT Expresso e fazer a cobrança de acordo com o serviço e meio de transporte a utilizar?

Enviado a 17 de Maio, mesmo de barco, estamos a 26, há barco todas as sextas feiras Lisboa-PDL saiu a 20 de Maio, chegou a 24 a PDL, esta encomenda devia ser-me entregue amanhã 27, mas claro cobrando a tarifa de carga marítima.[Veremos se chega, os 40€ já estão pagos desde dia 17]
clique para ampliar

Exemplo 2: Carga com origem na Alemanha via dHL, menos de 24 horas da Alemanha até Lisboa, depois uma semana em Lisboa parada e enviada de barco para os Açores, menos de 100 gramas, logo peso não é o problema, saiu da Alemanha a 5 de Maio, entrou no MARL a 6 de Maio, só a 11 foi emitido nova etiqueta e só chegou a Santa Maria a 24 de Maio, excelente serviço Expresso. CTT enviam-me para a origem reclamar, DHL escuda-se que a culpa é dos CTT. A culpa morre solteira e o meu bolso violado por um serviço que de Expresso nada teve.
clique para ampliar


Exemplo 3: Carga CTT Expresso, 4 leitores mp3, menos de 200 gramas, expedido 16 de Maio, ainda não chegou. Preço 18€, ontem ligo a reclamar, ninguém sabe o paradeiro da encomenda, assumem que está fora do "padrão", ficam com o número de telefone, nada de resposta. Eu não preciso de saber o óbvio, preciso é da encomenda que faz falta aos meus clientes e pela qual já paguei adiantado.
clique para ampliar

Perante este serviço só no mês de Maio, mas recorrente ao longo dos últimos 3 anos e a piorar a olhos vistos, questiono se os clientes dos Açores não devem boicotar os CTT e carga de barco por carga de barco, recorrer aos transitários que cobram muito menos pelas mesmas cargas e chegam exactamente no mesmo barco, logo porquê dar de "mamar" aos CTT, quando nos tratam como lixo de 3ª categoria.

Se a empresa não acha importante o mercado da Região Autónoma dos Açores, então saia e deixe que nós encontraremos quem queira prestar um serviço digno do povo destas ilhas.

Não posso aceitar que tendo contratado um serviço Expresso, seja repetidamente prestado um serviço via marítima, sem que me seja devolvido a diferença paga por incumprimento do serviço efectivamente contratado. Nos exemplos 2 e 3, em que o peso não é desculpa, gostaria de saber o que pensam as altas esferas dos CTT, por esta actuação reincidente da empresa.

As explicações recebidas são uma carta, normalmente recebida um mês após a entrega da mercadoria, a indicar que a encomenda XXXXXXXXPT foi entregue no dia X pelas horas Y ao destinatário, coisa que por essa altura já sabemos e que não melhora em nada o serviço no futuro, nem reduz o transtorno causado a quem esperou mais que o devido, pela mercadoria que era urgente e foi tratada como normal.

Se também tem queixas dos CTT, deixe comentário, partilhe com outras pessoas e vamos fazer chegar este artigo aos responsáveis para que comecem a respeitar os clientes, que deviam de ser a razão da sua actuação, não meros peões que lhes enchem os cofres obedientemente.

Se não nos respeitam, cartão vermelho ao CTT Expresso!







domingo, 8 de maio de 2016

Motor de busca DuckDuckGo a alternativa que não espia

-Lançado em 2008, o projecto de uma pequena empresa de Filadélfia, parecia então uma coisa descabida, face ao gigante google...mas...

Mas primeiro a Wikileaks e posteriormente Edward Snowden, vieram provar que Gabriel Weinberg afinal tinha razões para lançar um novo motor de pesquisas cujo enfoque era não espiar os seus utilizadores.

Em 2011, um investimento de 3 milhões de dólares da Union Square Ventures, após a revista Times, ter incluido o DuckDuckGo nos melhores 50 websites de 2011, catapultou o motor de busca para valores que se situavam em junho de 2015 passado nos 10 milhões de pesquisas diárias.

Weinberg inicialmente não estava a pensar criar um motor de busca, tinha em 2006 fechado uma startup falhada e vendido outra por 10 milhões de dólares à Classmates.com; após o que explorou várias ideias entre as quais programas anti spam e dados estruturas, quora Q&A. Mas nenhum deles teve grande sucesso, até que percebeu que devia juntá-los num único projecto que fornecesse resultados instantâneos aos utilizadores e nasceu assim o DuckDuckGo.

DuckDuckGo, dá respostas directas às pesquisas das pessoas ao invés de apenas uma lista de links, abaixo destas respostas chamadas de "Respostas Instantâneas", o exibe os tradicionais links, resultado da pesquisa de terceiros como o Bing e Yandex, após efectuar uma filtragem que reduza substancialmente a quantidade de SPAM.

Privacidade Dura e Crua
Quando alguém faz uma pesquisa no DuckDuckGo, não é colocado nenhum cookie no seu computador, não é necessário uma conta de utilizador, o seu IP não é rastreado, não é salvo o seu histórico de pesquisas, nem quanto tempo passa online ou sequer que sites visita, logo ao escolher um site resultante de uma pesquisa no DuckDuckGo, parabéns ao site que ganhou a sua visita, sem nenhuma influência do motor de pesquisa. 

O DuckDuckGo, tem aplicações gratuitas android e iOS para que possa ser utilizado em pesquisas móveis, reduzindo o seu grau de dependência das marcas que recolhem os seus dados e violam deliberadamente a sua privacidade.

Utilize, divulgue e partilhe o DuckDuckGo, retome algum controle sobre a sua vida online.

Veja o vídeo abaixo, longo mas elucidativo...





Pesquisar no blog e na WEB

Artigos em foco

santamariaazores.net

Online