terça-feira, 19 de junho de 2018

A "Vingança" da Alfândega de Ponta Delgada

-Como escrevo sempre aqui, neste diário de bordo, as peripécias vividas com empresas de transporte e entidades oficiais, fica mais uma pérola comum aos cidadãos das ilhas. Trata-se do objecto LZ171847260CN, numero interno 31297, um par de espelhos para uma motorizada valor de compra 23,55€.

Dia 10 de Abril dá entrada na Alfândega de Ponta Delgada, apenas a 30 de Abril enviam o pedido de documentação via carta que chega a 5 de Maio e é respondido por email com o print screen da compra no próprio dia. Ticket  #WVK68W.

Clique para ampliar - abra num novo separador para ver melhor com a lupa

Daí para frente é surreal, 7 de Maio os espelhos são considerados contrafeitos e ficam no esquecimento à espera de "um representante da marca" (gostaria de saber qual marca), ainda assim como dizia que os espelhos serviam para a Suzuki, enviei uma foto da moto com os espelhos originais ovais para que vissem que estes tem um formato de losango logo nada a ver com o original.

Um mês depois ligo 707 26 26 26, a saber o estado da encomenda e ninguém sabia de nada, informo que quero abrir uma reclamação e estou mesmo muito chateado com o facto de ser preciso sempre esta guerra de emails e telefonemas para que um funcionário público faça o seu trabalho. Recebo um email que dizia que tinha um anexo, mas não tinha, telefono a pedir o anexo e finalmente 3 dias depois chega o anexo. Surpresa das surpresas até transcrevo o email recebido...Estimado Cliente
 Arnaldo Moura

Pedimos que desconsidere o email anterior.
Informamos que após análise da documentação enviada, é necessário o preenchimento da declaração enviada em anexo.
Ficamos a aguardar a documentação solicitada.
Lembramos que, para qualquer informação ou esclarecimentos mais detalhados, poderá consultar o nosso site www.ctt.pt ou ligar para a Linha CTT, disponível dias úteis e sábados das 8h às 22h, através do 707 26 26 26.

Ora a declaração de compromisso de honra foi previamente analisada e enviada após aconselhamento, já que tinha uma rasteira, em que teria de declarar que os espelhos são para uso pessoal não comercial, o que fiz sem problema, mas tinha um parágrafo a declarar que não tinha actividade aberta nas finanças, o que ia levantar um processo de falsas declarações, e este parágrafo eu não transcrevi, claro lá vem outro email a pedir o parágrafo, mas se pensam que durmo todo dia, não durmo, aconselho-me com o meu advogado e respondo exactamente isso que esse parágrafo não é verdadeiro e portanto não faz sentido, que dêem seguimento ao processo com a declaração enviada.

Estimado Cliente Arnaldo Moura, 

Informamos que após análise da documentação enviada verificámos o seguinte:

- A documentação enviada difere do original, solicitamos que preencha devidamente a declaração que enviamos anteriormente. Acrescentamos ainda que, o número loca é 31297.

Ficamos a aguardar a documentação solicitada.
Lembramos que, para qualquer informação ou esclarecimentos mais detalhados, poderá consultar o nosso site www.ctt.pt ou ligar para a Linha CTT, disponível dias úteis e sábados das 8h às 22h, através do 707 26 26 26.

Com os melhores cumprimentos,
Ludimila N´Deque

Resposta:
A parte final que diz que não estou colectado não corresponde à verdade, configuraria um crime de falsas declarações porque tenho actividade aberta nas finanças, logo não posso declarar o contrário. CAE47410, nada a ver com peças auto, logo agradeço façam seguir o processo de desalfandegamento com essa declaração ou devolvam à origem para ser eu ressarcido do valor pago. Já chega de protelar e andar aqui com papel para trás e para a frente para empatar.


Como não conseguiram por este meio, voltam ao inicio do processo e voltam a pedir o que está com eles desde 5 de Maio:

Estimado  Cliente, 
Arnaldo Moura

Informamos que após análise da documentação enviada verificámos o seguinte:
- Factura comercial (printscreen do site da compra);
- Comprovativo de pagamento (detalhe da transferência bancária ou comprovativo do PayPal).
A prova de compra deve apresentar a descrição, quantidade e o valor total da mercadoria, incluindo os portes de envio.
Ficamos a aguardar a documentação solicitada.
Lembramos que, para qualquer informação ou esclarecimentos mais detalhados, poderá consultar o nosso site www.ctt.pt ou ligar para a Linha CTT, disponível dias úteis e sábados das 8h às 22h, através do 707 26 26 26.

Com os melhores cumprimentos,
Inês Sequeira

Ora 9 semanas depois ainda estamos a discutir o sexo dos anjos, no email anterior após análise faltava apenas a declaração, agora falta tudo; e lá vai uma resposta de quem já perdeu toda a paciência com esta incompetência toda:

"Essa documentação já foi enviada dia 4 de Maio de 2018, ainda antes de terem considerado esta mercadoria contrafeita e depois terem enviado email a dizer para não considerar o email anterior e não foi então contestada, pelo que considero entregue, aliás foi mesmo a impressão em pdf do pedido e não há portes foi free shipping, se tivessem lido até ao fim veriam isso mesmo 23,55€ total e free shipping curiosamente até está a vermelho, esta encomenda está desde 10 de Abril à vossa disposição não acham já abusivo andarem aqui a voltar a pedir a primeira coisa que pediram só para estar a enrolar e passar o tempo numa posição de força e de quero posso e mando da vossa parte, voltar a pedir vai novamente no sentido de empatar, peço que devolvam imediatamente a encomenda à origem e encerrem o processo de uma vez por todas, não há paciência para tanta incompetência.

Este email segue com conhecimento à  DIRETORA-GERAL DO TESOURO E FINANÇAS -  DRA. MARIA JOÃO ARAÚJO

Para que se mande averiguar o que se passa com este processo e também com o processo da bateria perdida à vossa guarda e que está na génese de todas as dificuldades posteriores que tenho vivido com a Alfândega de Ponta delgada desde então. Era o Envio  RU161515444NL desaparecido à vossa guarda entre 23 de Janeiro e 23 de Março e só comunicado após muita insistência da minha parte, ou seria um "desaparecimento" normal que ficaria no esquecimento.

O tempo perdido com este processo dava para cumprir o processo de desalfandegar mais de 100 objectos, isto é má fé, perseguição porque eu apresento reclamações por escrito e porque não aceito que entidades públicas me façam de parvo, os valores envolvidos 23,55€ vão dar menos dinheiro em IVA e impresso do que a papelada gasta em redor de um par de espelhos para uma motorizada com as mais rocambolescas peripécias, haja decência já que competência é nenhuma. Se tem más condições de trabalho, pouca gente, se são mal pagos, tenham "tomates" e apresentem superiormente as vossas reivindicações, não fiquem a penalizar o comum cidadão que tem de trabalhar para vos pagar os salários com birras de meninos pequenos, lembrem-se que são funcionários públicos e que são os nossos impostos e taxas que vos pagam e em ultima análise somos as vossas reais e verdadeiras entidades patronais.

Em caso de dúvida os meus contactos estão abaixo como sempre, estou à disposição! Desde que façam algum sentido obviamente.

Com os melhores Cumprimentos / Best Regards

Arnaldo Moura"

Clicar para ampliar

E é este o país em que vivemos, parece que tem prazer em criar dificuldades só porque sim.




Sem comentários:

Enviar um comentário

Pesquisar no blog e na WEB

Artigos em foco

Santa Maria Azores

Online